quinta-feira, 19 de abril de 2007

Calada












Por algum motivo falhou-me a voz, emudeci como se não houvesse mais nada a fazer. Vi-os roubarem-me o chão que pisava e o ar que respirava como se deles eu fosse indigna, como se não os merecesse.
Calada... como se não houvesse um grito na garganta querendo sair e ecoar pelas paredes vazias desta vida.
Deixei-me ficar quieta e muda. Em vez de dar de mim, de lutar por aquilo em que acredito, pelos meus sentimentos, deixei que a vida corresse como um rio mesmo querendo ir contra a corrente.
Não fiz nada que os impedisse, nada que os fizesse pensar um segundo antes de me roubarem a vida.
No meio do meu cobarde silêncio, quedei-me a seus pés, como que fazendo vénias a quem me tinha magoado.
Deixei-me ficar assim... não quis saber de nada!
Fiquei calada, tão calada que me esqueci das palavras, tão calada que selei os meus lábios para sempre.
Hoje, tudo o que quero dizer mora no coração mas já passou demasiado tempo, já é tarde demais e por isso vou continuar calada, à espera que um dia, no derradeiro dia, talvez, uma última palavra saia por entre os meus lábios cerrados e diga, finalmente, tudo o que, por medo, jamais consegui dizer.

Marina Ferraz
*Imagem retirada da Internet

4 comentários:

Sorrow Avalon disse...

As palavras podem ser de prata mas o silencio e de ouro...

Guarda no teu coração as palavras da confusão, dos sentimentos que movem mundos.. guarda-os para o momento perfeito, pois antes podem ter efeitos destruidores.. deixa.te estar no teu inocente silencio até lá ...


bjs mana gmdt *

Anónimo disse...

Pa... N há cura para o desgosto. A n ser k olhes um bocadinho em frente, so um bocadinho :) As vezes o remédio está mesmo á nossa frente, nós e k temos k tentar ve-lo. Tu sabes a k me refiro.

Anónimo disse...

N esperes plo ultimo dia pa falar...
n t cales
n os deixx magoar-t

tou aki p td o k pexixarx

T.S.

Raquel disse...

Muitas vezes escondemos o que o coração nos diz... o que ansiamos por dizer, esperamos ate ao momento certo... mas vezes ele nao chega... Nao nos devemos calar nunca, devemos lutar e nao nos deixar mos vencer e fazer de quando quisermos o momento certo p dizer o que tentamos calar...
O texto ta altamente... como sempre...
Bjinhos