segunda-feira, 21 de julho de 2008

Olha-me hoje...


Olha para mim hoje, hoje que eu sou a rapariga que conheceste numa encruzilhada de ilusões e da qual não esperavas outra coisa.
Olha para mim hoje. E hoje decora-me…
Hoje, abraça-me como abraçaste sempre, exactamente do mesmo modo, com a mesma ternura. Hoje diz que me achas estranha e que a minha maneira de ser e de agir é a mais errada de todas…
Olha para mim hoje. E hoje acredita nos teus olhos… lembra-me assim!
Entre gargalhadas forçadas e memórias menos boas, confessa que achas que sou demasiado pessimista e depressiva. Admite que gostas do modo natural com que encaro as coisas e que te confunde esta minha mudança em segundos que me transforma num oposto de mim. Faz tudo isto hoje.
Hoje, diz-me o que sentes por mim. Não me importa se me amas, se gostas de mim ou se me odeias. Já nem me importa que digas que te sou indiferente.
Hoje podes dizer e fazer comigo tudo o que quiseres. Podes troçar das minhas idiotices e dos meus erros, criticar as coisas que faço mal e até as coisas que estão bem, podes elogiar-me de todos os modos, ainda que sejam apenas mentiras formando frases ilusórias.
Hoje, cria a tua imagem de mim. Imagina que nunca mais me vais ver e que tens de te despedir. Imagina que amanhã vou de viagem e não pretendo regressar. Hoje imagina…
Hoje, vive-me como nunca me viveste, sente-me como nunca me sentiste, cai na minha alma, lê os meus pensamentos.
Quero que me vejas assim, como sou! Sem máscaras nem mentiras, sem ninguém para te dizer se estás a ver-me com olhos turvos ou se é clara a tua visão de mim. Quero que vejas a minha alma nua.
Hoje agarra numa foto minha, grava nela todos os traços da minha personalidade e guarda-a de modo a que essa imagem jamais se desvaneça.
Eu sou a pessoa que conheceste, a pessoa de quem gostaste, a pessoa que (bem ou mal) esteve lá.
Olha para mim e vê-me hoje.
Amanha estarei aqui e não serei esta pessoa. Amanhã tentarás entrar na minha alma e o meu corpo estará deserto. Amanhã procurarás o meu sorriso e as lágrimas estarão tatuadas. Amanhã não vou reconhecer-te e o meu olhar será vazio.
Lembra quem eu sou hoje e nunca te esqueças!
Digam o que disserem de mim, não te sintas na obrigação de ripostar...
Tu sabes e eu sei: Eu sou esta pessoa… e é nos teus olhos que eu quero continuar assim. É para ti que quero viver no Hoje, traga o “Amanhã” o que trouxer.

Marina Ferraz
*Imagem retirada da Internet

4 comentários:

Sandra disse...

"GOSTO-TE MUITO"!!

Pode ser "apenas um sentimento", mas ele vale por tds as palavras que poderia escrever, mas que não conseguiriam exprimir o que sinto...

Bjs. Mágicos ***

Kel disse...

Hoje gosto de ti mais do que ontem e certamente menos do que amanha, todos os dias vejo alguma coisa em ti que me faz gostar ainda mais de ti! =)
Quanto à imagem que tenho tua é que es uma preciosidade, alguem que vale a pena e que is just like an angel! :P

Beijinhos

M. do O. disse...

Carissima,

muito real.

neuza disse...

Gosto de ti porque és real! És assim e quem não gostar... temos pena!;) Eles é que perdem!

És fantastica;)