quarta-feira, 14 de agosto de 2013

A lista


Um dia vamos andar de mãos dadas pela rua. De dedos enlaçados num abraço apertado que se estende além dos olhares de quem passa. Não deveremos explicações a ninguém. Por isso, deixaremos que olhem, mesmo sabendo que, olhando para as nossas mãos, não nos compreendem a alma, também enlaçada em abraços e sentidos.
Iremos ver o mar. Sorrir aos pores do sol. Olhar dentro dos olhos um do outro, ignorando até as estrelas que espreitam do céu, depois de um sol invejoso se deitar com o oceano.
Um dia, vamos correr o mundo. O mundo poderá ser dois passos convergentes até um abraço cheio de cidades. E não vamos ter pressa, nem roteiro, nem destino. Apenas os braços um do outro, um sorriso nos lábios e um brilho no olhar.
Iremos a lugares que ninguém vai, por trilhos incertos. Cairemos aqui e ali no desconhecido. Mas vamos erguer-nos, erguer a esperança e confiar nas palavras nunca ditas do nosso coração.
Um dia, vamos abrir as asas e voar, à medida que o chão desaba sob os pés que firmámos durante tempo demais. E voaremos alto, voaremos juntos, enquanto as estrelas nos piscam o olho e a lua cresce no céu nocturno.
Iremos agarrar o café e a manta. Deitar no chão das nuvens a olhar o infinito. E vamos deixar que se dê um abraço entre as almas, enquanto cantas uma canção de embalar e deixas os dedos navegar nas ondas dos meus caracóis imperfeitos.
Um dia, serei tua e serás meu. Sem medo de perdermos quem somos por nos darmos. Sem medo de perder a liberdade por não querermos outra liberdade senão essa onde nos damos um ao outro.
Iremos adormecer abraçados e acordar com sorrisos comprometidos, por entre rostos sem maquilhagem e cabelos emaranhados. Riremos da forma sem jeito como me escondo debaixo das mantas e da forma desajeitada com a qual encaro tudo o que é novo.
Um dia, o sorriso vai transformar-se em rotina. Sorrindo, olharemos um para o outro e saberemos que tudo em nós foi certo, evidente, destinado. E o abraço das nossas almas ganhará raízes e asas, na certeza de que, por vezes, ser livre é apenas escolher ficar.
Um dia. Um dia, tu e eu seremos nós. Entre a simplicidade da minha lista de desejos, seremos mais do que a imaginação permite. Talvez sejamos eternos. Talvez sejamos poeira de um sonho real. Seja como for, tenho a certeza: quando esse dia chegar, seremos a expressão mais pura da felicidade.

Marina Ferraz
*Imagem retirada da Internet

7 comentários:

Jennyfer Aguillar disse...

Amei o texto,é perfeito e me faz sonhar acordada hehe.Está de parabéns como sempre,mais um texto que entra para minha coleção de favoritos :D
Beijinhos Jenny ♥

macy disse...

Amei....

Anónimo disse...

Muito gosto por ler vosso texto.
Sempre com lindas palavras.
Muitos parabéns

Clarissa M.

Anónimo disse...

É muito bonito,gostei bastante :)

Anónimo disse...

Super legal o texto.Gostei muito

Marynha Novaes disse...

Muito lindo velho, mais um de seus texto que me identifico. PERFEITO !

dalete armenio disse...

Simplesmente lindo!Traduz todos os meus sonhos de adolescente, que hoje adulta encon
trei!