segunda-feira, 4 de junho de 2007

Palavras ao vento














Verso a verso construí um mundo
E se tenho a cabeça baixa
É por ter pousado o olhar
Nas folhas de uma vida de poeta…
Verso a verso ergui castelos vãos
Com toda a beleza da utopia
E eles ergueram-se num momento,
O meu castelo é de cristal.
Seja herói quem o conseguir quebrar
Pois é feito de sentimentos,
De lágrimas, de estrofes e palavras
A minha vida, rasguei-a e deitei-a ao vento
Para que a poesia que escrevi
Passasse os limites do cristal
E deixasse de ser minha.
Com ela quis contar os meus segredos,
Quem a lê não conseguirá sabê-los
A minha poesia fica em mim
Quem a lê já não conhece nada meu
Conhece o que interpreta
Daquele mundo que verso a verso criei
E que ao mundo real entreguei
Com tanto amor…

Marina Ferraz
*Imagem retirada da Internet

7 comentários:

Anónimo disse...

poema perfeito...estou sem palavras..para mim descreves.t uma obra de arte no teu poema^^ lool
coisas de filosofia..
beijinhuux**********
gmdt

anaaa_lalala disse...

mto bonito.. axo q um dos teus melhores.. está menos dramático, e muito bonito mesmo, uma maneira linda de descreveres aquilo q fazes (:
bjooo

Anónimo disse...

construist 1 mundo mas deste-o
ofrecest a tua art mx n pedixt nd
ainda ex kem cunheci
excritora, mas principalmnt na alma.
xx
jkx

TS

sorrow avalon disse...

O teu mundo foi construido lentamente.. mas ainda nao esta terminado, o sofrimento ja' e' menos.. mas ainda existe.. nunca percas a esperança.. ja chegaste tao longe.. nao vale a pena voltares atras agr..
Continua assim.. de cabeça erguida, quer seja na tristeza ou na alegria... orgulha-te de kem es!

Adorei o poema^^
Gmdt maninha *********

Anónimo disse...

ta excelente fizes-te um optimo trabalho, parabéns ... descreves-te muito bem...continua :D beijos

Anónimo disse...

ao mundo entregaste os teus versos, o mundo com os teus versos vibrou, se elevou a mais alta bandeira da gloria da literatura, e agr aki digo k kanto a mim, tu és pura e simplesmente o baluarte da literatura universal. valeu a pena escreveres, nem k seja para marcarem akeles k viciadamente acompanham a tua distinta escrita. de mto ja abdicaste devido ao dom k tens com as palvras, mas o lugar k iras conkistar mas ng to conseguira roubar. bjs do herlander

Moonlight Spell disse...

Dantes pensava que gostava mais da tua prosa. Este poema fez-me pensar duas vezes. Além de lindissimo denota um amadurecimento a nível de escrita absolutamente incrivel.
Gostei muito... (Acho que é o meu preferido)

bjs e boa sorte com a tua nova vida