quarta-feira, 9 de agosto de 2006

A culpa é minha...

Enquanto caminhava sozinha nos vales de memórias, durante o sono profundo no qual tão poucas vezes me deixo cair, vi os teus olhos afastarem-se pouco a pouco, até desaparecerem nos limites do oceano azul e brilhante.
Pensei em correr atrás de ti mas, subitamente, já não tinha sentido fazê-lo. Fui a culpada do que aconteceu, sinto-me como se a culpa fosse completa e irremediavelmente minha.
Fiquei com medo de dormir, com medo dos pesadelos nos quais eu era sempre quem destruía tudo. Habituei-me a sentir a culpa consumir a energia do meu corpo, habituei-me a olhar o céu e a ver nele os teus olhos , a olharem para mim triste e desaprovadoramente.
Sabes que a culpa é minha, é o que posso concluir. Nunca destruíste a minha vida ou os meus sonhos, fui sempre eu, na minha inocência que segui acreditando ser melhor do que sou, ser mais calma e infinitamente menos culpada do que me descobri.
Sou culpada por ter feito as coisas da minha maneira, sou culpada por ser eu mesma mesmo quando as vozes de todos os espectros que me rodeiam gritam ao vento que eu não devia ser assim. Ninguém quer saber, sou invisível para todos mas ainda assim perdem tempo a arruinar o pouco que ainda sou com gritos e palavras ruins.
Mas eu não ouço, tapo os ouvidos e fujo a correr, afastando-me o mais que as pernas conseguem e o corpo aguenta. Quando por fim o cansaço vence, caio de joelhos e forço as orações das quais nem me recordo, a sair por entre os lábios na forma de som.
Sei que ninguém me está a ouvir! Tenho tão nitidamente essa certeza que até troço de mim mesma por tentar acreditar que existe alguém superior, a ouvir as preces de quem chora por ter medo e por estar triste. Mesmo que existisse, quem sou eu para ser ouvida?
A culpa é toda minha e estou a pagar por essa culpa, estou a pagar por ter agido de acordo com o meu coração e estou a pagar por me ter recusado a ser a actriz que sorri nas horas tristes.
Escolhi ser eu mesma, com todos os meus defeitos e com todas as minhas qualidades. Hoje sei que vivo no Inferno. Tudo se está a desmoronar à minha frente, a cair aos meus pés, a ameaçar a minha resistência.
É nestes momentos de sentida culpa que quero ir embora e, deixar para trás apenas a atormentadora certeza de que um dia, talvez daqui a muito tempo, alguém vai erguer os olhos e perguntar: «Não falta aqui qualquer coisa?»
E nesse dia, mais uma vez, irão dizer que a culpa foi toda minha!

Marina Ferraz

4 comentários:

rita limede disse...

a culpa nao e tua
mesmo k fosse tds os k te amam iam continuar a faze-lo
o inferno é apenas uma fase, daki a uns tempos poderas voltar a doce realidade

adrt mt e n te eskecas k tou aki pa ti
***

Anónimo disse...

Por onde hei-de começar...
Bem, vou ser directo porque já se faz tarde:
Não tens culpa de ser quem és; és quem és e és uma pessoa maravilhosa. Mesmo quando não vês ninguém, nunca estás sozinha neste mundo e só quero que saibas que estou aqui para ti, para o que der e vier, para te ouvir e ajudar, para te ver sorrir e te apoiar, sempre que precisares. Quem gosta de ti, contigo ficará e aceita-te como és, seja quem for. Não oiças quem diz mal de ti, pois ou não sabe o que diz ou então não te conhece como parece conhecer. Sê feliz sendo quem és e nunca esqueças ou deixes de ser quem és. Acho que o texto exprime bem o que sentes(o que é muito bom); gosto da maneira como deitas tudo cá para fora(na escrita), sem hesitar; embora goste do texto e diga que é um bom texto, sabes que não gosto de te ver assim, em baixo, não consigo sorrir sabendo que estás assim.
Espero que para a próxima seja um texto em estejas contente, feliz, pode ser?

Bom, por enquanto não me lembro de mais nada que queira dizer, excepto: Fica Bem e GMMDT

Rui

Anónimo disse...

Poxa Marina... Se n gostam de ti por kem es e porke n gostam de ti de todo. Claro k todos fazemos asneiras, e se gostam de ti, percebem isso. Mas n vejo razao para alguem n gostar de ti e n faço ideia do k se passa, por isso n posso falar mt =p *abaxa a tonta da Marina*

Kansheera

Anónimo disse...

opa isso sao so fases mas!
o tempo ajuda em tudo vais ver =)

^^

di