quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Sonhei-te


Na loucura das minhas horas que não são verdadeiramente minhas, quis-te, sonhei-te.
Aproximavas-te, beijavas-me o rosto, depois os lábios, deixávamos que o beijo não dissesse tudo, que o abraço o completasse mas que não bastasse ainda.
Éramos juntos um só, por entre a escuridão da noite éramos luz. As angustias voavam para longe, sobre o mar, nas asas das insensatas gaivotas e caíam, afogavam-se. Não havia mais medos, mais dores, mais nada...
Eu e tu, perdidos na noite, sem querermos saber de nada mais...
Perdidos nos beijos que tinham sido e já não eram, nos abraços que tinham crescido, soltos na nossa própria magnitude.
Então, num sussurro, dizia que te amava. Tu repetias o mesmo. Insensatez... loucura a minha! Ainda que nos perdêssemos em beijos que não crescessem e em abraços que não evoluíssem, nunca seria mais. Sonho, ilusão! Podia ter sido real, talvez... se não tivesses dito as palavras pelas quais anseio tão loucamente.
Acordei. Quis-te. Sonhei-te. Não estás!
Visões de tempos impossíveis, os meus sonhos. Que faço eu? Que digo? São desejos irreais, impossibilidades...
Sonhei-te! No meu sonho eras mais que tu, acordada sei que és apenas um sonho...

Marina Ferraz
*Imagem retirada da Internet

5 comentários:

Lau disse...

O texto está fantástico. Revi-me em algumas coisas, porque já passei por momentos muito complicados. E a verdade é que ainda que a saudade magoe por ser a prova de que o passado foi bom e já não é presente, a saudade faz-nos feliz porque algo valeu a pena.
Fecha os olhos e recorda. Sim, magoa, mas no final chegas À conclusão que aquilo fez parte de ti e de mais ninguém.
Podes não ter o mundo que já tiveste ao teu lado, mas recordar que um dia o tiveste é meio caminho andado para ganhares coragem para conquistares um mundo novo.
Sem medo.
***bjoka***

Raquel disse...

Acho muito bem que tenhas posto este texto aqui, acho-o fantastico! Quando mo leste adorei :)
Acredito que tenha sido a pior fase da tua vida, e que deves ter sofrido mesmo muito. Mas, agora o que interessa é que, no presente, e dentro da medida dos possiveis estás bem!
Impossibilidades? Linda nada é impossivel! Temos de acreditar ate ao fim nos nossos sonhos, nos nossos desejos..

beijinhos

Anónimo disse...

absolutamente lindo...

tens muito talento e devias continuar a escrever!


mmmm... vou ter que arranjar tempo para vir cá ler-te mais vezes.

Jinhos

Nuno (poetry cafe)

Ipsaego disse...

"Tu sugas o mundo e devolves

à esfera do aceitável a loucura dos tons

do amor – aqueles que só os loucos vêem.

Porque só os loucos são capazes de dizer que os rios

correm para uma única pessoa, porque só

os loucos são capazes de amar."


Às vezes é muito bom ser louco!!! Não tenhas medo de ser maluca, de andar a arriscar no trapézio. Ensinaram-me que não é preciso, nem é bom pensar muito em situações em que é o coração que deve traçar as coordenadas.

Goxmuiti!!!

Zezito disse...

Náo quero vir para aqui e escrever a torto e a direito.

Prometi era que vinha aqui escrever alguma coisa.

Sei que es importante, sei que me percebes, sei que tas ca dentro.

Uma amiga!

Daqui deste lado quero desejar tudo de bom.

Que haja sempre um sorriso, um sorriso verdadeiro!