terça-feira, 28 de junho de 2016

Era tudo perfeito



Era tudo perfeito. Um dia de Verão. Sem nuvens. Sem vento. Só o abraço gentil da brisa ocasional, que agitava os cabelos e as copas das árvores. Ele sorria. Ela sorria. Sorrisos feitos de serra. Sorrisos feitos de mar. Sorrisos feitos de amor. E, caminhando lado a lado, deixavam roçar, de volta em vez, as costas envergonhadas das mãos que queriam dar-se, mais e mais, no avanço da tarde.

Era tudo perfeito. Um toque de maresia no ar. Um toque de perfume no pulso. Um toque de brincadeira nos lábios que ainda não se beijavam. O som constante da inocência amigável de um amor sem compromisso, a querer comprometer-se para viver, depois, o dia a seguir e o resto da vida.
Era tudo perfeito. A pele queimada do sol, irradiando o brilho e a luz. Os olhares carentes, de relance, nas conversas mais ocasionais, cujos assuntos saltitavam e se faziam tema de canção. E ela amava-o. E ele amava-a. E o mundo, habitualmente tão cruel, estava ocupado a olhar para outro lado e não lhes perturbava o amor.

Era tudo perfeito. As mãos deram-se a medo, na proximidade do pôr-do-sol e o beijo alaranjado do fim de tarde selou-lhes o contrato escrito em olhares e promessas mudas. Abraçaram-se até que o abraço os uniu num corpo só. E pertenceram um ao outro, como ninguém pertence a ninguém. Eram finalmente livres. 

Era tudo perfeito. Tão perfeito que ninguém o sabe. Tão perfeito que ninguém o conta. Tão perfeito que nem sequer vale a pena escrevê-lo.

Marina Ferraz


*Imagem retirada da Internet


Sigam também o meu instagram, aqui. 

2 comentários:

Jennyfer Aguillar disse...

Amei o texto,tem uma sensibilidade e uma profundidade incrível :)
Meu trecho preferido é "Era tudo perfeito. As mãos deram-se a medo, na proximidade do pôr-do-sol e o beijo alaranjado do fim de tarde selou-lhes o contrato escrito em olhares e promessas mudas. Abraçaram-se até que o abraço os uniu num corpo só. E pertenceram um ao outro, como ninguém pertence a ninguém. Eram finalmente livres. "
Parabéns querida :D
Beijinhos,Jenny ^.^

Claudia do canto disse...

indescritivel andei neste sonho lindo parece inezistente mas existe....vivi teu sonho amei,,,lagrimas debrucaram em comoda e chorei...
tudo tao lindo perfeito....