terça-feira, 31 de julho de 2012

O teu nome



O oceano ecoa o teu nome. Pedi o silêncio, para poder dormir esta noite. Mas ele ecoa o teu nome na rebentação das ondas. Chama por ti. Acorda-me os sentidos.
Não lhe bastou o que nos fez. Não lhe bastou atirar-me para os teus braços e colar os meus lábios aos teus, destruindo tudo o que eu levara tanto tempo a construir. Não lhe bastou condenar-me outra vez, com esse encanto devoto de um amor sem retorno. Ele ecoa o teu nome em cada onda que rebenta na areia húmida da praia.
Dou por mim a culpar o mar. Quem mais teria culpa da minha infelicidade? Quem mais poderia ter enfeitiçado a minha alma? E surge o som da calúnia nos meus lábios pagãos, que amam a água. Como pode o meu mar ter-me traído?
O oceano ecoa o teu nome na noite. E o seu som chega até mim tal como música. Cada acorde com a naturalidade corrente de um sem fim de saudosas ilusões. Durmo, sim. De lágrimas nos olhos e desespero no peito. Com o teu nome nos ouvidos e no coração.
E, a cada onda, sinto no meu peito o desapego da realidade e o desejo cada vez mais forte de me afogar no mar salgado das minhas lágrimas. Ouço o mar chamar por ti. E sei que é ilusão. Ainda assim, quero viver de ilusões ou não viver de todo.
O oceano ecoa o teu nome. E sou eu que lhe respondo, tentando fazê-lo entender que não podes ouvi-lo, da mesma forma que não podes ouvir os gritos desesperados da minha alma. E o mar chora comigo. Lágrimas de sal. Lágrimas de saudade. E eu tento consolá-lo com palavras vãs.
O oceano chama por ti. Ecoa o teu nome por entre o negrume da noite. Dormir e sonhar. Afogar-me nesse mar e morrer com o teu nome nos lábios que sorriem. O oceano ecoa o teu nome e não o ouves. Mas eu ouço-o e invento palavras para que ele te perdoe. E, de alguma maneira, embora chame desesperadamente por ti, o mar perdoa-te todas as noites, exactamente como a minha alma aprendeu a perdoar-te todos os dias, sem sequer entender porquê...

Marina Ferraz
*Imagem retirada da Internet

7 comentários:

Ana Paula Mota disse...

Marina Ferraz, escreve com a Alma.
Lindos todos os seus poemas <3

Jessica A. disse...

Seu texto está maravilhoso como sempre,escreves muito bem.Amo todos os seus textos.Sucesso sempre <3

José Esteves Raposo disse...

Parabéns Marina!!!

Stefani Soares disse...

Nossa que lindooooo

Mi Lôra disse...

perfeito esse texto...

Anónimo disse...

LINDO DE MAIS PASSE MUITO COM MIGO, UMA HISTÓRIA DE AMOR QUE VIVI, PRETENDO FAZER UM BLOG A RESPEITO DESTA MINHA HISTÓRIA VOU USSAR COMO CAPA RESPEITANDO TE É CLARO BEIJOS EM SEU CORAÇÃO, QUE DEUS TE DE CADA VEZ MAIS UNSPIRAÇÃO PARA ESCREVER TEXTOS TÃO LINDO...

Cristina disse...

Lindo como todos os seus textos. Simplesmente perfeito....